Primeira jornada de ortopedia do interior do estado de São Paulo, Ribeirão Preto, 1962. Ajoelhados: José Sória, Carlos Burgos, Osvaldo Pinheiro Campos, Orlando Graner, J.P. Marcondes de Souza, Marino Lazzareschi. Na primeira fila: Luis Peres, Fernando Bomfim Pontes, Milton Weinberger, Renato da Costa Bomfim, Edgard Pinto de Souza, Domingos Define. No fundo as cabeças de Firmino Penteado e J. Carlos Affonso Ferreira.

Primeira jornada de ortopedia do interior do estado de São Paulo, Ribeirão Preto, 1962.

A SBOT Regional São Paulo foi fundada em 1941 e sua vida confunde-se com a da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. A Seccional Regional São Paulo (como era chamada na época), cedo se tomou a mais desenvolvida, pelas numerosas reuniões efetuadas, manteve a partir de 1942, reuniões mensais no Pavilhão Fernandinho Simonsen da Santa Casa de São Paulo.

Um pouco mais tarde, com a criação do Departamento de Ortopedia da Associação Paulista de Medicina houve um acordo para que o presidente eleito para o Departamento de Ortopedia da A.P.M., tivesse o seu mandato prorrogado por mais um ano, e assim pudesse exercer o mesmo cargo na Regional da SBOT nesse estado.

As reuniões tornaram-se importantes reunindo grupos crescentes de interessados. Em 1962 o Prof. J. P. Marcondes de Souza criou as Jornadas de Ortopedia do Interior do Estado de São Paulo, sendo a primeira realizada em Ribeirão Preto e contando com a colaboração de todos os ortopedistas da cidade.

foto historico 2

Estes encontros tornaram-se congressos bianuais de grande porte e são conhecidos atualmente como COTESP (Congresso de Ortopedia e Traumatologia do Estado de São Paulo), sendo o principal evento científico da nossa regional

A Ortopedia Paulista teve vários ícones – profissionais altamente capacitados e que foram responsáveis por elevar o nome da SBOT Nacional em todo o mundo. Um dos nomes mais lembrados é o de Orlando Pinto de Souza, que deixou legado na cirurgia ortopédica com seu pino-parafuso. As escolas médicas do Estado fizeram-se representar com dirigentes, além de outros profissionais não ligados à universidade, demonstrando força desta sociedade e regional. Nossa maior contribuição para a medicina praticada em São Paulo tem sido o compromisso de manter a homogeneidade do conhecimento científico dos nossos membros, conferindo excelência cada vez maior na qualidade de atendimento da especialidade. Atualmente o número total de ortopedistas que atuam no Estado de São Paulo é de 3.953, sendo 3.242 membros da SBOT Regional São Paulo. Todos os anos há um aporte mínimo de 200 novos sócios.

foto historico 3

Participantes do 1º Congresso da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (1936)

foto historico 4

Vittorio Putti (centro) com Renato Bonfim (à esquerda), no Pavilhão Fernandinho

Open chat