Nota de Falecimento: Marcos Martins Amatuzzi

A SBOT-SP lamenta o falecimento do ortopedista e renomado Professor Marcos Martins Amatuzzi, no último domingo, dia 31 de outubro.


Marco Martins Amatuzzi, nasceu em São Paulo, aos 25 de fevereiro de 1935. Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo em 1959. Em 1960 foi residente bolsista do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas de São Paulo e iniciou sua carreira no Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo onde galgou todos os degraus acadêmicos e funcionais, tornando-se Professor Livre Docente em 1983, chefe do Corpo Clínico em 1994/5 e Professor Titular em 1995. Atualmente aposentado, indicado para Professor Emérito da FMUSP pela sua congregação.

Na década de 70 dedicou-se à cirurgia do Joelho tornando-se o pioneiro nessa área no Brasil. Em 1979 esteve no Brasil o Dr. Jack C. Hugston, um dos pilares da cirurgia do joelho nos EUA, com o qual desenvolveu estreita relação científica, tornando-se membro honorário da Hughston Society em 1987. Criou o Grupo de Joelho do IOT e desse embrião nasceu sob as suas mãos a Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho em 1983 do qual foi o Presidente da fundação até 1988, formando toda a primeira geração de cirurgiões do joelho no Brasil e influenciando as seguintes, sendo referência na área até os dias atuais.

Deixou inúmeros legados ao longo de profícua carreira na Universidade, foi Presidente da Comissão de Constituição do Centro de Estudos Godoy Moreira, criou a Unidade de Terapia Intensiva do Instituto, deixou sua marca na área científica e educacional, criando o Laboratório de Estudos do Movimento, o Laboratório de Artroscopia e o Grupo de Joelho. Foi Presidente da Comissão de Graduação e responsável por disciplina de Pós-Graduação do Departamento de Ortopedia. Criou a função de redatores médicos como parte da infraestrutura para a produção científica. Foi orientador de inúmeros alunos em nível de graduação e pós-graduação, produziu diversas publicações e participações em eventos científicos de âmbito nacional e internacional, e formou muitas das lideranças científicas atuais da Ortopedia no Brasil.

Teve presença importante na sociedade sendo médico ortopedista de destaque tendo várias lideranças expressivas da Sociedade, bem como atletas de alto nível de várias modalidades esportivas, sob seus cuidados. Foi Presidente do Centro de Estudos e Pesquisas do Hospital Sírio-Libanês (1986) e Vice-presidente eleito da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (1997/8).

Após longa e produtiva carreira, aposentado da Universidade e da atividade privada, mantinha-se ainda ligado à atividade acadêmica como Professor convidado da Universidade Federal de São Carlos.

Fonte: com informações da Faculdade de Medicina da USP

Open chat