Diagnóstico e tratamento da escoliose idiopática celebrado no Junho Verde

Campanha internacional criada em 2013 tem por objetivo alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce da escoliose e alertar sobre a prevenção e a evolução da doença

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), entre 2 e 4% da população mundial possui escoliose idiopática, causada por um desvio de coluna progressivo e sem causa aparente. Se considerarmos a população brasileira, são aproximadamente 6 milhões de pessoas, em especial, adolescentes do sexo feminino, o grupo etário com maior prevalência.

O presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) – Regional São Paulo, Alexandre Fogaça Cristante explica: “Existem vários tipos de escoliose: congênito, sindrômico, neuromuscular e idiopático. O tipo idiopático é o mais comum.” Entretanto, alerta Fogaça, independentemente do tipo de escoliose, a descoberta precoce é fundamental para aumentar as chances de sucesso do tratamento conservador e evitar cirurgias complexas e caras. “Já a evolução desta deformidade da coluna vertebral, em curva, pode causar dor, problemas respiratórios e até problemas neurológicos.”

De maneira geral, ao olhar a pessoa de frente, a coluna vertebral parece reta, porém, quando observada de lado, tem curvaturas fisiológicas na região do pescoço (lordose cervical), do tórax (cifose torácica), da cintura (lordose lombar) e da pelve (cifose sacrococcígea), cujo formato lembra a letra ‘S’.

O tratamento para a escoliose evoluiu muito ao longo das últimas décadas. Porém, depende da gravidade da deformidade da coluna e varia entre procedimentos não cirúrgicos como o uso de analgésicos, coletes, exercícios físicos, observação e órtese a tratamentos mais invasivos como cirurgia. “Quando diagnóstico em fase precoce, pode-se evitar cirurgia em até 70 porcento dos casos de escoliose idiopática”, ressalta o presidente da SBOT-SP.

Junho Verde e Dia Internacional da Escoliose Idiopática

O Junho Verde é o mês de Conscientização Mundial da Escoliose. E desde 2013, O Dia Internacional da Conscientização sobre a Esclerose Idiopática é celebrado no último sábado de junho. A edição 2021 será celebrada no dia 27 de junho.

Open chat